4º SEMINÁRIO PIAUIENSE DE AGROECOLOGIA 
SOBRE O EVENTO

Teresina sediará o IV Seminário Piauiense de Agroecologia; incorporando o Encontro dos/as Guardiões/ãs de Sementes e o 1º Encontro das Feiras de Base Agroecológica do Piauí. Serão mais de 500 pessoas de vários territórios do estado do Piauí, bem como da região nordeste, vivendo a Agroecologia a partir de varias atividades disponíveis. O evento acontecera na Universidade Federal do Piauí, no período de 20 a 22 de novembro de 2018, orientado pelo tema: Agroecologia: do rural ao urbano, quem são os sujeitos?

O IV Seminário Piauiense de Agroecologia é realizado por três instituições: Comissão da Produção Orgânica no estado do Piauí CPOrg/PI, Universidade Federal do Piauí e a Comissão Municipal de Agroecologia e Produção Orgânica de Teresina – CMAPO, recebendo o apoio de diversas instituições, organizações e movimentos. Tem por propósito maior realçar a atuação ativa dos sujeitos que hoje constroem a agroecologia no nosso Estado, divulgando as experiências agroecológicas de agricultores, agricultoras, consumidores, consumidoras, técnicos, técnicas etc. além de movimentos sociais, bem como difundir os resultados de pesquisas e da extensão desenvolvidas no âmbito da agroecologia. Desta forma, pretende ampliar a percepção de todos os sujeitos interessados na agroecologia sobre a importância da aplicação dos princípios e práticas agroecológicas para alcançar o desenvolvimento rural sustentável, a autonomia, segurança e soberania alimentar, além de condições sustentáveis para o planeta e para a vida humana como um todo.

A realização do IV Seminário em Teresina contribuirá ainda para o avanço na construção da Política Municipal de Agroecologia e Produção Orgânica para o município e para o estado do Piauí, fortalecendo o espaço de diálogo criado com a formalização da CMAPO, em outubro de 2016 e pela atuação da CPOrg. Ao abraçar o IV Seminário, a capital do Estado, que hoje é considerado a última fronteira agrícola monocultora do país, chama os piauienses para a reflexão sobre a urgente necessidade de adotarmos outra perspectiva na construção de uma proposta de desenvolvimento centrado na convivência respeitosa com a natureza, com as pessoas e demais seres vivos e as culturas, buscando contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e sustentável.

Teresina, agosto de 2018
A Comissão Organizadora